O que é AGROSOFIA?

Trata-se de um neologismo, que quer retratar uma filosofia de vida baseada no agro.
A palavra surgiu através da combinação do prefixo de agronomia, mais o sufixo de filosofia.
Agro, entendido como sinônimo de campo, fundamento da agricultura, relação com a natureza e os seres que lá vivem, tanto humanos como animais e vegetais.
Leva em consideração ainda outros fatores fundamentais, como a terra, as águas, o ar e a cultura desse meio.
O que se quer dar é um sentido novo ao que estamos verificando na sociedade, com as pessoas querendo preservar o meio ambiente, voltando-se para o consumo de tudo o que é natural e produzido de maneira sustentável.

Leia mais...

* Ainor Lotério
Quando eu era criança, meus pais, a professora da escola multisseriada e as pessoas da nossa comunidade procuravam me educar com um olhar voltado à solidariedade. Cresci aprendendo e praticando que uns não são mais do que os outros e que um ser humano depende do outro por viver no mesmo mundo.

Leia mais...

A Agrosofia - corrente filosófica desenvolvida pelo professor Ainor Lotério - propõe um novo entender do homem e das suas relações a partir dos exemplos do campo

A Agrosofia vem preencher o espaço entre o ser humano e a natureza e refazer essa conexão. Vai além dos discursos e das ações em favor do meio ambiente e dos tratamentos naturais; é uma nova relação do ser humano com a natureza, que o ensina a viver e empreender melhor, sempre em harmonia com as forças naturais. É uma filosofia inspirada no agro, utilizando-se de ciência e sabedoria, especialmente em tempos de aquecimento global.
“O que se quer dar é um sentido novo ao que verificamos na sociedade: as pessoas, mesmo voltando-se ao consumo de tudo o que é natural, precisam tocar suas vidas e seus negócios de modo sustentável. Tecnologia, produtos e comportamentos não devem ser apenas contestados, sem que se estabeleça uma nova maneira de agir frente às mudanças, possibilitando-nos um novo modo de vida mais agradável e eficaz”, explica o professor Lotério, criador da Agrosofia, lembrando que o neologismo é fruto da combinação do prefixo de agronomia com o sufixo de filosofia..

Leia mais...

Àquele que tiver fé como um grão de mostarda, a ele tudo será possível", retratam bem esta associação de motivação humana, fé e natureza. Esta é talvez a mais notável parábola dita por Jesus Cristo, a mais de dois mil anos, para motivar pessoas que escutavam a sua “palestra”.

Imaginem o tamanho diminuto de um grão de mostarda negra comparado com uma semente de beterraba. Esta é cerca de cem vezes maior em volume e peso, no entanto, quando se manifesta, ou seja, germina, nasce e cresce se apresenta uma planta bem menor que a mostarda negra. Isto demonstra que o que conta é a essência e não a aparência. Escondemos dentro de nós muito mais força e potencial do que imaginamos. Nossas frustrações e desânimos podem estar escondendo o poço de potencialidades que somos.

Leia mais...

A lição da espiga de milho é bela para os que estão começando a vida e para os que têm a missão de ensinar.
Para quem não conhece uma espiga de milho pessoalmente, eu explico. A espiga é a parte do milho que contém os grãos, o sabugo e a palha. Ela é a parte mais importante da planta, desde a raiz ao ápice. Tecnicamente, é conhecida como a inflorescência que apresenta um eixo, chamado de sabugo, rodeado de flores que se soltam facilmente, transformando-se em grãos.
O milho é talvez a cultura mais popular cultivada no Brasil. É oriunda da América do Sul.
Milho, no saber do homem campesino, está associado também a dinheiro, milharal, milhão, planta de cultivo fácil e grão popular.
Quem não conhece ao vivo, procure alguém que a conheça, ou entre na internet que encontrará facilmente a informação.
O milho é uma planta de muitos significados em suas estruturas.

Leia mais...